h1

Hipóteses Gerais e Hipóteses Operacionais

Depois de determinado o problema, a questão de partida e a metodologia para a recolha de dados que visam testar as hipóteses colocadas, definimos para o trabalho Hipóteses Gerais e Operacionais.

Partindo da ideia de que as estratégias de prevenção e combate ao bullying fazem diminuir a sua ocorrência, na medida em que as relações interpessoais dos alunos são melhoradas (Fonseca & Veiga, 2007) e de que os professores mais preparados e formados conseguem prevenir melhor o fenómeno, formulamos as seguintes Hipóteses  Gerais e respectivas Hipóteses Operacionais:

 

 

Hipótese Geral 1

                 1.Um professor informado actua na sala de aula prevenindo o bullying.

Hipóteses Operacionais

            1.1 Quanto maior a formação dos professores em bullying, menor é a ocorrência de situações na sala de aula.

            1.2 Uma maior actualização (através de leituras, partilha de experiências, pesquisa na internet) sobre a temática, reduz situações de bullying na sala de aula.

 Hipótese Geral 2

2. A aplicação de estratégias na prevenção e combate ao bullying, faz diminuir a ocorrência do fenómeno na sala de aula.

Hipótese Operacional

2.1 Uma maior frequência na utilização de estratégias de intervenção reduz o número de situações de bullying na sala de aula.

 

TABELA 1

(quadro de operacionalização)

Hipóteses Gerais Hipóteses Operacionais Variáveis Tipo Domínio Variação Escala Função Método/

Instrumento de recolha de dados

 

HG1

Um professor informado actua na sala de aula prevenindo o bullying.

HO1.1 O número de formações dos professores em bullying está directamente correlacionado com o número de ocorrência de situações na sala de aula.  

Número de formações.

 

Métrico

 

0-10

 

Unidades

Correlação  

Questionário

Q5

Número de ocorrência de situações de bullying, no último ano.  

Métrico

 

0-50

 

Unidades

Correlação  

Questionário

Q6

HO1.2 O número de actualizações (através de leituras, partilha de experiências, pesquisa na internet) está directamente correlacionado com o número de ocorrências de situações bullying na sala de aula.  

Número de actualizações por iniciativa própria, no último ano.

Métrico 0-50 Unidades Correlação  

Questionário

Q7

Q8

HG2

A aplicação de estratégias na prevenção e combate ao bullying faz diminuir a ocorrência do fenómeno.

 

HO2- O número de estratégias de intervenção está directamente correlacionado com o número de situações de bullying na sala de aula.

 

Número de estratégias de prevenção do bullying aplicadas, no último ano.

Métrico 0-50 Unidades Correlação  

Questionário

Q10

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: